Concerto de Reis, pela Camerata Gareguin Aroutiounian, da Escola Superior de Música de Lisboa

Escrito por a 04/01/2019

Concerto de Reis, pela Camerata Gareguin Aroutiounian, da Escola Superior de Música de Lisboa, integrado no programa “Peniche, Mar de Natal”, na Igreja de S. Pedro, pelas 17:00 h, no dia 6 de janeiro.

 

Camerata Gareguin Aroutiounian foi fundada pelo maestro e violinista Gareguin Aroutiounian, tendo então adotado o nome Camerata Musart.
Gareguin Aroutiounian (1951-2014) cedo se notabilizou enquanto intérprete do violino, com uma carreira que se estendeu ao longo de mais de cinquenta anos recheados de prémios, digressões pelo mundo, apresentando-se como solista ou integrando o Quarteto de Yerevan e a Orquestra Gulbenkian. Desenvolveu ainda uma intensa atividade pedagógica promovendo novas gerações de violinistas. Após a sua morte esta Camerata foi rebatizada com o seu nome, sendo dirigida pelo maestro Miguel Henriques no quadro da Escola Superior de Música de Lisboa, do Instituto Politécnico de Lisboa.
O Maestro e Violinista Gareguin Aroutiounian, nasceu em Yerevan, capital da Arménia, em 1951.
Começou a tocar violino aos sete anos de idade. Deu o seu primeiro recital aos 12 anos e recebeu um 1.º Prémio em 1964, depois de ter participado em diversos concursos para jovens músicos, iniciando assim a sua carreira musical a solo, em numerosas cidades da União Soviética.
Efetuou gravações para a rádio e para a televisão e apresentou-se por toda a Rússia como solista, com orquestras sinfónicas e agrupamentos de câmara.
Depois de terminar o curso de violino no Conservatório Tchaikovsky, passou brilhantemente nos exames de admissão ao Conservatório Superior Komitas, em Yerevan. Foi então convidado a integrar a Orquestra de Câmara do Estado da Arménia, como segundo concertino.
Como membro desta orquestra, tocou por toda a União Soviética e em vários países estrangeiros.
Em 1977, Gareguin Aroutiounian foi laureado no V Concurso de Músicos Intérpretes da Transcaucásia e recebeu ainda um Prémio Especial pela melhor interpretação do Concerto para Violino de Khatchaturian.
Em 1976 terminou o curso de violino do Conservatório Superior Komitas, especializando-se como músico-intérprete e professor de música de câmara, tendo seguidamente estagiado no Conservatório de Moscovo, na classe do famoso professor Belenky.
Após o regresso de Moscovo, preparou o seu doutoramento no Conservatório de Yerevan, trabalhando como assistente do professor Villi Mokastsian.
Em 1981 foi um dos membros fundadores do Quarteto de Cordas de Yerevan, tendo este agrupamento de câmara ocupado rapidamente um lugar de destaque na União Soviética e no estrangeiro.
Em 1983, o quarteto participou no prestigiado Concurso Borodine, tendo sido galardoado com o 2.º Prémio.
Como membro deste quarteto, apresentou-se nas mais importantes salas de concerto da União Soviética, da Europa, dos Estados Unidos e do Canadá.
Gravou para a rádio e para a televisão e ainda para a editora Melodya. Paralelamente às suas atividades principais, ensinou no Conservatório Superior Komitas, em Yerevan.
Os seus alunos receberam importantes prémios nos concursos em que se apresentaram.
A partir de 1989, foi convidado a ingressar na Orquestra Gulbenkian, ocupando o lugar de concertino adjunto e participando, como solista, nas atividades musicais desta formação.
Em Portugal, participou nos festivais internacionais do Estoril, do Algarve, da Madeira e de Leiria, entre outros.
Dedicou-se também ao ensino, tendo-se apresentado frequentemente como membro de agrupamentos de música de câmara.
Em março de 2014, Gareguin Aroutiounian desapareceu de entre nós, deixando uma larga família de amigos, colegas e jovens alunos.

Opinião dos Leitores

Deixe um Comentário

O seu email não será tornado publico.Campos obrigatórios estão marcados com *



91FM Rádio

A rádio de todos os sucessos

Estás a ouvir
Wild Thoughts Ft Rihanna Bryson Tiller
Dj Khaled

Background